Foi fundada em 20 de junho de 1984 e já se passaram 35 anos. O tempo correu!
Quem não se lembra de como tudo começou?
A história da SGAL cresceu ao mesmo ritmo das construções e das ambições previstas para a área que, nos anos ’80, era assinalada como uma área alimentada por usos marginais que aumentavam, a olho nu, a degradação bem visível. A Alta de Lisboa do início estava sublinhada por espaços de sombra, rodeados de colinas, pela proximidade do aeroporto e a barreira que se chamava 2ª circular.
A zona confinava-se a um espaço onde, até, os acessos eram reduzidos.
O novo plano era apenas um – permitir uma maior aproximação funcional e de mercado, sendo o objetivo principal a Rua – menor altura, maior ocupação de solo, espaços livres reservados e apropriáveis.
Escrevia-se a história, aquela que marcaria, para sempre, o dia 20 de junho.
Hoje, a Alta de Lisboa tem um tecido urbano variado e complexo, com diferentes tipologias, desde blocos de moradias unifamiliares até edifícios de apartamentos, serviços, comércio, equipamentos sociais, desportivos e amplas zonas de lazer, com mais de 300 hectares (3 km2) de terreno com mais de 33 malhas e fica situada entre dois pontos determinantes na cidade de Lisboa – a Cidade Universitária e o aeroporto internacional Humberto Delgado.
Dia 20 de junho, estivemos todos de parabéns!
Atualmente, fazemos parte de uma Alta de Lisboa com novos caminhos, consciente de que quem faz a cidade são os seus habitantes.
Celebramos o projeto que mudou a cidade, mas, sobretudo, celebramos o sucesso!