Solidariedade, uma causa de todos

Mar 20, 2019

Solidariedade é uma palavra que indica a qualidade de solidário, para além de incorporar um sentimento de identificação em relação ao sofrimento dos outros. Em muitos casos, a solidariedade não significa apenas reconhecer a situação delicada de uma pessoa ou grupo social, mas também consiste no ato de ajudar essas pessoas desamparadas. É a forma de altruísmo mais elevada que existe no planeta terra. Vivemos um tempo de competição tal que a falta de olhar para o próximo é uma das práticas enraizadas nos nossos passos, quase inconscientemente. Portanto, a pergunta coloca-se: será que é possível mudarmos esta conduta? Sim, é possível, quando a sociedade sensibiliza os seus cidadãos a cuidar, antes de tudo, de si mesmo e isto uma exige aprendizagem diária. Não há dúvida que o espaço mais importante para formar pessoas mais solidárias é dentro de casa; é o espaço familiar que dá às crianças, adultos no futuro, ganharem a oportunidade de aprender a amar de verdade a si mesmas e aos outros. É com a família que aprendemos a compreender, a perdoar, a doar-se, a fazer o bem, a respeitar, a agradecer. Só assim, a sociedade e o mundo transformar-se-ão, já que essa maneira solidária de viver reflete, obrigatoriamente, uma sociedade melhor. O ISU – Instituto de Solidariedade e Cooperação Universitária – foi fundado em 1989 com o estatuto de Associação Juvenil de Âmbito Nacional. Atualmente está constituído como Organização Não Governamental para o Desenvolvimento (ONGD) e pertence, desde 1991, à Plataforma das ONGD’s portuguesas, onde desempenha cargos de direção desde 1997, e tem vindo a atuar no Voluntariado, na Cooperação e Educação para o Desenvolvimento e a Exclusão na Alta de Lisboa. É um exemplo entre muitos, que provam que os Homens cuidam e pretendem um mundo melhor; bem como a JRS, Serviço Jesuíta aos Refugiados, uma organização internacional da Igreja Católica, fundada em 1980, sob responsabilidade da Companhia de Jesus, tem como missão «Acompanhar, Servir e Defender» os refugiados, deslocados à força e todos os migrantes em situação de particular vulnerabilidade, estando atualmente presente em cerca de 50 países no mundo. O próprio metropolitano de Lisboa lançou, há cerca de um ano, a plataforma REDE – Renascer, Erguer, Dedicar e Envolver, cujo objetivo é ligar os que mais precisam com aqueles que, de forma voluntária, querem ajudar, assumindo, assim, o compromisso na promoção de uma estratégia empresarial no domínio da responsabilidade social e da cidadania. Mas vamos mais longe e, em 2002, a União Europeia criou o Fundo Europeu de Solidariedade, acionado até à data, 80 vezes, designadamente em situações de inundações, incêndios florestais, sismos, tempestades e seca, tendo sido ajudados 24 países europeus com um montante superior a 5000 milhões de euros. O mundo precisa de interajuda e pessoas preocupadas umas com as outras. Não apenas num dado momento ou num local específico, mas no globo. Se cada cidade, de cada país, tiver esta consciência, viveremos mais e melhor, num mundo onde a qualidade e a quantidade é justamente repartida.

Foto de Aldi na Alta de Lisboa
Nov 25, 2015

Loja Aldi na Alta de Lisboa

Abriu hoje, dia 25 de Novembro um novo Supermercado Aldi na Alta de Lisboa. Situado junto ao Eixo Norte-Sul, na rotun...
Out 23, 2010

SGAL vence prémio SIL 2010

A SGAL – Sociedade Gestora da Alta de Lisboa marcou presença na 13ª edição do SIL – Salão Imobiliário de Portugal, qu...
Jun 25, 2019

Cine Conchas 2019

Finalmente, o cartaz e o calendário das sessões do Cine Conchas está disponível. Começa no dia 27 de junho e terminar...
Jan 14, 2013

Novo Website da Alta de Lisboa

Começamos o ano com uma novidade, o nosso novo website. Mais simples, efectivo, dinâmico e informativo de modo a melh...