Um talude que ganhou alma e deu vida e cor à Alta de Lisboa

Mai 24, 2019

Já o conhece? Há um espaço na Alta de Lisboa que, sem ter sofrido qualquer intervenção durante vários anos, ganhou agora alma própria. O cinzento de betão que preenchia toda a área entre o bairro da Cruz Vermelha e a Rua Helena Vaz da Silva, tem uma assinatura colorida sobre um imenso talude, alvo de intervenção através do projecto Talude by RAF que lhe vem dar cor – literalmente. O Festival de Arte Urbana de Lisboa (FAUL) começou ontem, dia 23, e vai estender-se até dia 26 de Maio. O projecto artístico de Rui Ferreira começou há pouco mais de um ano. quando nós, Sociedade Gestora da Alta de Lisboa (SGAL), o convidamos a desenhar uma intervenção neste talude. A ideia era transformar o espaço e torná-lo mais agradável e integrado na zona urbanística. Trabalhou nas ideias, transformou-as, e até procurou inspiração noutros artistas (como Gaudí e Zaha Adid). Meses depois, as formas, as cores e os contornos materializaram-se nas paredes do talude de contenção. “Era uma zona, quase na sua totalidade, exclusivamente de barracas e construções precárias”, recorda RAF, situação que se foi alterando Fruto de projectos urbanísticos desenhados no sentido de redefinir o estilo e condições de vida destas pessoas. Este espaço tem mais cor e vida e a arte ganhou espaço para transformar não só as ruas, como os seus habitantes. Aproveitem o fim de semana e visitem-no!

Out 23, 2019

Mu Work Space

Nasceu, numa zona privilegiada da Alta de Lisboa, um espaço comum e informal, que acolhe freelancers criativos, empre...
Out 08, 2018

Expo Real 2018

A Alta de Lisboa já se encontra na Expo Real, em Munique. Uma das principais feiras internacionais de investimento im...
Jan 08, 2012

Avanço nas obras do Eixo Central

As obras do Eixo Central e Santos e Castro avançam a bom ritmo com vista à sua definitiva conclusão. Depois de uma fa...
Jan 06, 2010

Cineconchas 2010

O Verão chegou à Alta de Lisboa e, com ele, mais uma sessão do Cineconchas, mostra de cinema ao ar livre, que pelo te...